Locais do CIDEA

CIDEA – Moacyr Faria de Jordão localizado na Rua Nossa Senhora do Rosário , 241 – C entro – Telefone: 4704-0659.

 

CIDEA – Centro Cultural Santo Eduardo , localizado na Rua Iva ,100 – Jardim Santo Eduardo – Telefone : 4244-1251.

CIDEA – Jardim Casa Branca , localizado na Rua João Paulo II, 5225 – Jardim Casa Branca – Telefone : 4244-3214

CIDEA – Parque Pirajuçara , localizado no Centro Cultural Parque Pirajuçara – Praça Manoel de Almeida s/n – Telefone: 4782-7183

  CIDEA – Jardim Vazame ( em implantação ) .

CIDEA  Jardim da Luz – Rua Caiçara, 71 – Jardim da Luz –  Fone: 4149-9703

CIDEA Dois Palitos – Rua : Erval Seco ,121 – Jardim da Luz

CIDEA  Jardim Mimás – R: China, 115 – Jardim Mimas

PED- Programa Embu Digital



O Governo da Cidade de Embu das Artes, através da Secretaria de Cultura implanta o Programa Embu Digital com foco principal na democratização do acesso às tecnologias da informação. Este conceito agrega a disponibilidade de computadores, de acesso à rede e principalmente, o domínio dessas ferramentas.

O Programa prevê a implantação de uma rede de Telecentros o CIDEA ( Centro de Inclusão Digital de Embu das Artes) , através de parcerias com o Governo Federal – Ministério das Comunicações, Ministério da Justiça, SERPRO ( Serviço Federal de Procossamento de Dados), Banco do Brasil e com a Suzano Papel e Celulose. Estas parcerias viabilizam equipamentos, tecnologias e recursos humanos que são selecionados entre jovens da própria comunidade a ser assistida e recebem treinamento e bolsas do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) que formam monitores que atuarão no programa.
O telecentro atua em duas frentes: oferece a possibilidade de acesso à rede mundial de computadores e cursos introdutórios de informática e softwares livres para a comunidade através do CIDEA ( Centro de Inclusão Digital de Embu das Artes).

Objetivos do programa 

*Promover a inclusão digital;
*Implantar uma cultura digital popular e democratizada; 
*Promover o desenvolvimento social da comunidade, ampliando as possibilidades profissionais através da informática;
*Oferecer cursos básicos e desenvolver a possibilidade de cursos avançados na área da informática;
*Promover acesso ao conhecimento através da pesquisa na rede;
*Oferecer instrumental de comunicação através da internet e outros aplicativos;
*Prover com tecnologia e disseminar a cultura de softwares livre; 
*Organizar uma rede de unidades de múltiplas funções que permita às pessoas adquirirem autonomia tecnológica básica e privacidade a partir do software livre; 
*Desenvolver uma rede interligada municipal criando fóruns de discussão digital direta com a comunidade ( OP DIGITAL).     
     À implantação  da  Inclusão digital é gratuita para maiores de 11 anos, com ênfase na terceira idade.
     Estarão disponíveis 432 vagas por semestre .

– Cursos de Software livre (Linux)
– Informática para Melhor Idade
– Oficinas de Alfabetização Digital
– Internet Solidária
       Os cursos acontecerão em dois turnos;

Manhã: das 8h30 às 9h30 – 10h as 11h
Tarde: das 13 h  às 14h – 15h as 16h 


Com aulas às terças, quartas, quintas e sextas-feiras. 



Todos os cursos são gratuitos e com emissão de certificado.
         
Locais de inscrição e realização dos cursos : 
 

1 – Bibliotecas Moacyr F. Jordão – R:Nossa Senhora do Rosário ,245 –  Centro – Fone: 4704-0659 
2 – Biblioteca Casa Branca – Av. João Paulo II,5225 – Jardim Casa Branca – Fone: 4244-3214
3 – Centro Cultural Parque Pirajuçara  – Pçª Manoel de Almeida s/n – Parque Pirajuçara – Fone: 4782-7183 

4 – Biblioteca Jardim da Luz – Rua Caiçara, 71 – Jardim da Luz –  Fone: 4149-9703
5 – Bairro do Jardim da Luz (Dois Palitos) – Rua : Erval Seco ,121 – Jardim da Luz
6 – Associação de Bairro do Jardim Mimás – R: China, 115 – Jardim Mimas 
7 – Centro Cultural Santo Eduardo – R. Iva nº 100 Jd Santo Eduardo – Fone: 4244-1251
8 –  Biblioteca Jardim Vazame ( em implantação ) .

 

Centro de Inclusão Digital apresenta seus professores em aula inaugural

 

Aproximadamente 200 pessoas participaram da aula inaugural do Centro de Inclusão Digital de Embu das Artes, que tem coordenação da Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal, no Centro Cultural Mestre Assis de Embu no dia 6/8.

Segundo Adriana Rocha, coordenadora do Programa Embu Digital (PDE), todas as vagas oferecidas já estão preenchidas: “temos fila com mais de 130 pessoas interessadas em fazer os cursos dos telecentros. Isso é uma vitória”, disse.

A aula inaugural serviu para que os monitores fossem apresentados aos alunos e contou com a presença do secretário de Cultura Valdir Luis Barbosa, do coordenador Pedagógico da Rede Nacional de Formação para Inclusão Digital Telecentros BR e que representou o Ministério das Telecomunicações, Rodolfo Avelino, do coordenador regional do Programa de Inclusão Digital do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Misael Dentello, representantes da empresa Suzano, Vanessa Valente e Luciana Pereira e do secretário da Participação Cidadã, Paulo Vicente.

A Serpro doou ao Programa 68 máquinas, e a Suzano 100. “Diante dos desafios colocados pelas novas tecnologias, é importante que o cidadão participe de fato, que sejam ativos. O papel dos parceiros é imprescindível, como essas doações”, disse Rodolfo Avelino.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Saiba quais são os locais onde estão os telecentros:

Bibliotecas Moacyr F. Jordão (Rua Nossa Senhora do Rosário, 241, Centro), fone: 4704-0659

Biblioteca Casa Branca (Av. João Paulo II, 5225, Jardim Casa Branca), fone: 4244-3214

Centro Cultural Parque pirajuçara (Praça Manoel de Almeida s/nº, Parque Pirajuçara), fone: 4782-7183

Biblioteca Jardim da Luz (Rua Caiçara, 71, Jardim da Luz), fone: 4149-9703

Associações de Bairro: Jardim da Luz (Dois Palitos), Jardim Mimás (Rua China, 115)

Mais informações pelo telefone 4704-0659